Guia de Hentais - Setembro 2018

Entrevista com a Sayori, a autora da NekoPara - Parte 1

Com o lançamento na Steam, a franquia NekoPara com certeza se tornou um dos visual novel mais comentado nas redes, o motivo não é somente pelo estilo de jogo e pelos CG de alta qualidade, mas também pelo modo revolucionário de lançamento que a autora Sayori criou, que é disponibilizar o jogo simultaneamente em três idiomas, japonês, chinês e inglês.
Para os desavisados, quem fez a franquia NekoPara é uma mulher (por isso que falo autora).
Em resumo sobre a Sayori, ela nasceu em 1985, na China, sua principal ocupação é ilustradora de vário tipo de obras, mangás, light novel, visual novel e entre outros. Atualmente mora no Japão.

Autorretrato feito por ela mesma

A entrevista com a Sayori (é longa, por isso dividi em partes):

- Sayori-sensei, afinal, qual foi o momento que você começou a desenhar?
Sayori: Eu gostava de desenhar desde pequena, um dos motivo de eu tornei uma ilustradora profissional hoje. Quando tinha 4, 5 anos, meus desenhos eram todos bagunçados. Depois disso, mais ou menos com 9 anos, comecei a desenhar ilustrações um pouco estranhas de corpos nus.

- Ilustrações um pouco estranhas? Para você ter desenhado isto, você tinha recebido algum tipo de influência ou estímulo?
Sayori: Agora lembrando disso, realmente não sabia o porquê de eu desenhava aquelas ilustrações estranhas... Talvez eu nasci já gostando desenhar isso. Quando via as garotas dos animes sendo atacadas, me sentia animada. (risos)

- Caraca, desde pequena você já tinha uma essência de qualidade! (risos). Então, quando você começou a desenhar as garotas?
Sayori: Acho que começou no ensino fundamental. Naquela época eu gostava muito das personagens do Sailor Moon, por isso comecei a desenhar elas. Eu frequentemente copiava as personagens do anime, e ainda pintava ela com seriedade. Naquele momento eu pensava: tenho que deixar ela mais bonitinha. Tirando isso, eu também já desenhei personagens próprias, e também colcava as preferências nelas, até mesmo escrevia novel para elas.

- Você disse que já desenhou personagens próprias. Como elas eram?
Sayori: Acho que tenho uma certa influência dos estilos das roupas que a CLAMP desenhava, os personagens que eu criei tinha um estilo fantasioso. Porque na época eu não tinha noção da existência do estilo Moe, por isso não procurava desenhar orelhas de gato.

- Então quer dizer que naquele tempo você gostava de mangás shoujo?
Sayori: Na verdade eu também lia mangás shounen. Mas por eu gostar mais de desenhar garotas, não desenhava muito garotos. Mas eu gostava muito do -sensei. Então, não importa se é shounen ou shoujo, tendo conteúdo erótico, basicamente eu gosto.

- Isso que é mangaká adulto profissional! (risos). Continuando, naquela época você também já desenhou mangás?
Sayori: Já desenhei algo parecido com mangá. Mas por eu não sabia muito sobre dividir quadrinhos, então no fim, fiz os desenho no estilo das light novel. Basicamente a cada duas pagina de texto, colocava uma ilustração. No final, fui fazendo assim... a ilustração praticamente pronta, mas não escrevi nada do texto. Tinha pensado a história até bem longe, mas não conseguia escrever do jeito que eu queria...

- Sayori-sensei, quando você estava na China, quais mangás eram populares?
Sayori: Naquele tempo, Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco estava na auge.  Antes de Sailor Moon entrar no mercado chinês, praticamente só tinham mangás shounen. Como eu sempre lia mangás shounen, quando vi que tinha mangá com protagonista feminina, levei até um susto. Sentia algo do tipo: "É isso mesmo! É esse tipo de mangá que eu procurava!"

- Quando foi que você despertou o interesse em Moe?
Sayori: Foi quando vi Nurse Witch Komugi Magikart Z, meu interesse em Moe se despertou. Eu frequentemente comprava umas revista de animes, mas o que tinham na capa é basicamente Dragon Ball e Sailor Moon, esses mangás e animes famosos. Até que um dia, percebi que o que era o de sempre na capa mudou para Nurse Witch Komugi Magikart Z.
Quando vi aquele desenho da capa, meu coração levou uma forte choque: "Céus! Que desenho é esse? Ma... Mas o que é isso?" É praticamente o desenho mais bonitinho que eu já vi. Depois fiz de tudo para procurar saber o que é aquilo.

- Mas o estilo de Nurse Witch Komugi Magikart Z com o que tinha dito dos desenhos da CLAMP e também da Sailor Moon pode se dizer que é completamente diferente.
Sayori: É mesmo, completamente diferente. Quando eu vi aquele estilo Moe, senti pela primeira vez o coração acelerar. Depois disso, eu fiquei um tempo copiando esse tipo de obra... focado nos desenhos do Watanabe Akio.
Foi então, entre meus 10 a 20 anos, nesse tempo eu fiquei só copiando desenhos de alguma artista específica. O meu primeiro doujinshi lançado é coisa da NitroPlus. Naquele doujinshi tinha só desenhos baseado das obras da Nitro+. Na verdade eu já pensei em não copiar, criar meu próprio, mas lembro que assim que desenho e vejo, não parecia tão mal... (risos)

- Em cima, você disse que estava copiando bastante dos outros, então você considera que o nível de desenho seu é esforço próprio?
Sayori: Meu ensino médio e faculdade foi da área artistica, por isso apredi desenhar mesmo na escola. Mas não tinha nada a ver com desenhos Moe. Porque desenhos Moe é meu hobby, naqueles tempos nem imaginava que isso iria ser meu trabalho no futuro.

Continua...
Share on Google Plus

0 Comentários:

Postar um comentário